Todas as suas loucuras



Daí penso coisas bobas quando, sentado na janela do ônibus, depois de trabalhar o dia inteiro, encosto a cabeça na vidraça, deixo a paisagem correr, e penso demais em você.
Ah, mas tudo bem. Em seguida todo mundo se acostuma. As pessoas esquecem umas das outra com tanta facilidade. Como é mesmo que minha mãe dizia? Quem não é visto não é lembrado. Longe dos olhos, longe do coração.
Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida. E não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranquilidade possível que estou só do que ficar à mercê de visitas adiadas, encontros transferidos... (Caio F. Abreu)

Sei lá, ultimamente tenho acordado com essa vontade estranha de querer ter continuado, ter levado essa história até o fim. Ai fico esperando qualquer manifestação, um telefonema, um e-mail, uma mensagem, qualquer coisa que sinalizasse que estou errada, mas não. Como sempre é o silêncio que eu ganho de companhia, mudam as pessoas, mudam as histórias, mas atitudes parecem iguais rs.. Essa falta de ação me esmaga um pouco... Tá certo, tenho me divertido bastante, bastante mesmo. Mas quando estou sozinha, cansada depois de um dia longo de trabalho é invitavel desejar qualquer sinal, qualquer coisa que tenha mais de vc... é estranho, eu sei... sempre acabo gostando das pessoas e todas as suas loucuras... vai entender?! 
Enquanto vc não aparece e se diverte dai, eu me divirto daqui, daquele jeito torto que eu sei fazer... Confusões e desapegos, risadas, danças, loucuras... É... esqueci que vc não me conhece, não deu muito tempo de perceber que eu gosto de sair de mim às vezes, enlouquecer...
Não sabe que eu não continuo quando não acredito em algo, não sou autodestrutiva, mas andando intolerante, impulsiva, que não gosto dos principes encantados, que pareço um anjo, mas não sou. Também pareço ser má... mas tb estou longe disso. É que vivo nos extremos do que eu sinto, embora tenha muito amor em mim, sou aspera, evaziva, impaciente... Não sei esperar muito tempo, e se eu fosse vc não perderia tanto tempo... pq quem não é visto não é lembrado! E não se esqueça, não deixo de me permitir, me divertir... talvez nesse tempo, não lembre mais de vc.



Meu beijo!


Kaká.

2 comentários:

Carolzinha disse...

duvido que naum lembre...
rsrsrs... muito bom esse post...
parece parte de mim falando, consigo me encontrar nas tuas falas, naum todas, gracas a deus hehehe, mas em maioria... estranho sentimento neh!?
espero o dia em q eu me encontre, espero q se ache tambem... te amo...

Janis Cavalcante disse...

Esse é meu primeiro comentário, mas não por falta de vontade, mas por não saber qual dos teus post é a minha melhor descrição. rsrsrs...
Parece loucura... Qdo encontrei o blog (sem querer), me perguntei se alguém estava se passando por mim... não física, mas o sentimento, a loucura, as dúvidas e maneira de ser... as dores, os amores, os pensamentos, desejos... TUDO...T-U-D-O... Ai ai ai!!! Minha própria descrição feita por alguém que seuqer sabia que existia, sendo que quem me conhece, não me conhece assim...
Desculpe! Posso estar te assustando... mas tbm me assustei... não pensei q houvesse alguém com histórias tão parecidas com as minhas...
Pode acreditar... AMEI DE VERDADEEEE!!!!!