"Mas a verdade é que ainda não quero me prender a nada, a nenhum lugar, a ninguém"







"Tenho medo de te ferir. Mas acho que precisamos 'falar seriamente'. Desculpe, mas acho que sim, sem fantasia, sem comicidade. Me pergunto sempre se você não teceu em volta de mim uma porção de coisas irreais - se você não está projetando em mim qualquer coisa como um príncipe encantado - esperando a minha volta como quem espera a salvação."

(Caio Fernando Abreu)


Sem muito o que dizer... é que eu gosto desse autor.

Meu beijo, Kaká.

2 comentários:

Pri disse...

ai ai ai...
Isso é pro homem da sua vida? rsrs.
Beijo

Kaká disse...

Na verdade, dessa vez não!